Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Palavras chave

Ficha  

Parceiros
Parceiros Irmãos 0/5
Melhores do Mês
Parceiros Comuns 2/44

[P.U] O treino começa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[P.U] O treino começa

Mensagem por J.Jordan em Sab Out 06, 2018 11:11 pm

Com 17 anos não poderia viver sozinho ainda, então alguns parentes me acolheram desde que não causasse problemas, quando ficava em casa, dormia a maior parte do tempo, quando não estava na escola estava nas quadras jogando basquete. A época do teste da U.A estava próxima e mesmo não tendo como ambição me tornar um grande herói, queria cumprir a vontade de minha mãe de estudar na renomada escola. Mais um dia se passou, acordei, fui pro colégio, depois fiquei treinando com o time do colégio, tomei banho e fui dormir, outra noite com o mesmo sonho, minha mãe na maca da emergência do hospital, inconsciente, fico a observando por algum tempo até que a máquina faz um som agudo e uniforme, minha mãe havia falecido... Acordo no meio da madrugada e não consigo mais dormir, esse sonho vem se repetindo durante esses dois anos de sua ausência, não importa quantas vezes eu o veja, nunca me acostumo, mas como o exame estava próximo decido levantar, vou até o banheiro e tomo uma ducha fria, acordar o corpo e limpar a mente, tentativa fracassada... De novo, saio do banheiro e visto minhas roupas de exercícios, uma calça preta de treino, uma camisa de treino branca e justa, coloquei minha basqueteira preta, coloquei minhas luvas com dedos rasgados, coloquei meu relojo de pulso, peguei uma garrafa de água e sai de casa para uma corrida. Eram 4 da manhã, o sol ainda não tinha saído, muitas pessoas nem pensam em acordar, decido dar algumas voltas no meu quarteirão, já que tinha uma grande ladeira e era relativamente grande, depois de me aquecer, começo a correr, começo com corrida com pique, mantendo uma velocidade, nem tão rápido, nem devagar, a cada volta no quarteirão dou "disparos", quando corro com minha velocidade máxima, do primeiro poste da rua até o segundo, depois volto com a corrida, sempre que chegava na ladeira, subiria correndo com toda minha força e energia, toda vez que completasse uma volta no quarteirão, pararia, pegaria fôlego, beberia água e voltava pra sequência. Fiz isso por um hora estava determinado e gostando da sensação, sentei na entrada de minha casa, recuperando o fôlego, quando me levanto lembro de um ginásio popular que tinha na cidade, ouvi muitas pessoas falando bem e decido ir conferir como era, fui até o centro comercial, ainda estava cedo mas a academia/ginásio estava aberta.
A academia era incrível, grande e bonita, além de ter pessoas de diversos tipos, tinham mulheres esbeltas, homens fortes, tinham homem felino, pessoas com asas ou guelras, era incrível essa variedade de individualidades e de pessoas. Caminhando pela academia conseguia ver alguns equipamentos de boxe além de um ringue no centro, estava encantado pelo local e queria muito treinar ali, enquanto olhava o local vi duas pessoas subindo no ringue, um cara muito forte fisicamente, medindo 2 metros mais ou menos, com cabelo raspado, usando luvas de boxe, com um físico monstruosamente forte e um senhor de 30 anos, ou mais, com aparência cansada, com cabelos e barba grisalhos, mas com braços firmes e portando luvas de treino (luvas de foco), apesar do tamanho monstruoso do sujeito, o senhor não parecia ser intimidado ou qualquer coisa do tipo, pelo contrário, possuía uma postura firme, recebendo os golpes fortes do ''monstro'', acompanhando o ritmo e de vez em quando acertando a cabeça dele, os movimentos e a intensidade eram incríveis, estava tão focado que quase não percebi uma atendente se aproximando, não gosto que pessoas me peguem desprevenido ou me assustem, então sempre tento manter minha guarda alta, a atendente era baixinha, tinha mais ou menos 1,65 mas tinha um corpo bem definido, tinha cabelos e olhos verdes, ela olhou para mim e disse com um sorriso no rosto:

-Bastante intenso, não? Ukai sensei é treinador há mais de 20 anos e sempre ajudou na preparação de grandes heróis! -a menina falava enquanto olhava o ringue- Bom, você é novo aqui, estou certa? Gostaria de experimentar uma aula aqui? Ultimamente estamos recebendo bastante inscrições dos aspirantes a heróis, já que o grande exame está próximo -falou com um sorrisinho.

-Eu não sou aspirante -Falava com uma voz séria- Mas gostaria de treinar aqui, tem chance de conseguir treinar com o Ukai sensei?

-Talvez, depende dele na verdade -Falou ela levantando os ombros- vou pegar o formulário

Ela foi até a recepção pegar uma espécie de formulário, enquanto eu esperava observava os esquipamentos de boxe, a punching ball que ficava ao lado de algumas esteiras e um corda largada ao chão, a menina chegou ao meu lado, perguntando minha idade (17), altura (1,80) e peso (75), perguntou se tinha alguma experiência, disse que já tinha feito algumas aulas, então ela pediu o dinheiro para um dia e eu o dei, então tive liberdade para treinar livremente, qualquer coisa ela estaria de olho e eventualmente um instrutor iria me observar. Depois de ser liberado fui até o canto da academia, onde tinha a punching ball junto com um saco de pancadas, como já estava aquecido decido ir direto, fiquei de frente para o saco de pancadas, levantei meus punhos, meu punho direito ficou abaixo do meu queixo com o braço um pouco recolhido, meu braço esquerdo ficou um pouco mais a frente, estava em posição de luta, comecei a dar sequências, 3 jabs de esquerda e um direto de direita, fui fazendo a sequência e me empolgando, logo estava acrescentando movimento na sequência, mexia os pés, pulando de um lado para o outro, logo aumentando o ritmo e encaixando ganhos de direita e cruzados, começo a acrescentar alguns chutes também, mudo minha postura, coloco o pé esquerdo a frente um pouco flexionado e a perna direita mais atrás, abaixo minha guarda, acerto um chute alto de direita na parte de cima do saco de pancadas, acerto outro, abaixo a perna, volto a dar sequências de socos, começando com cruzado de esquerda e fico criando sequências, devo ter ficado uns 15 minutos batendo no saco, então paro um pouco e decido começar a bater na punching ball, comecei a socar repetidamente criando um ritmo acelerado, a cada 10 socos eu trocava de mão, depois de trocar 3 vezes eu começaria a fazer a cada 2 socos trocar de mão. A atendente passava hora ou outra por trás de mim, mas não me interrompeu em nenhum momento, acho que só queria saber como estavam as coisas. Quando decidi descansar um pouco, ouso sons de socos, alguém estava lutando, olhando para o ringue vejo dois jovens, um homem cachorro e um humano com pele cinza, duelando no ringue, Ukai sensei estava na beira do ringue observando os jovens, aparentemente o ringue estava aberto para quem quisesse duelar, a luta entre os dois estava bem equilibrada até o cara de pele cinza acertar um chute alto no rosto do cara-cachorro, o Ukai sensei interrompeu a luta e deu vitória pro cara cinza, os dois saíram do ringue, o treinador gritou para quem quisesse ouvir "o ringue está aberto para quem quiser", antes de qualquer um, um cara forte, com cabelo vermelho, com 1,90 mais ou menos, entrou no ringue, ele emanava uma aura assustadora e parecia mais experiente que a maioria, ninguém parecia querer lutar contra ele. Eu estava com vontade de lutar já fazia um tempo, ninguém aparentava querer subir naquele ringue, achei que era minha chance e fui. Quando subi no ringue as pessoas me olharam surpresas, o treinador se aproximou de mim e perguntou se eu sei alguma coisa de lutas, eu assenti, estava focado no ruivo, vesti umas luvas que o treinador me emprestou para lutar, fechei as luvas e apertei o mais forte possível, o ruivo sorriu quando acabei de "me arrumar"

-Obrigado, achei que não lutaria hoje- ele disse

Enquanto falava isso ele estico o punho direito como um sinal de fair play, eu estico e toco o punho dele com meu punho direito, no instante que nossos punhos se tocam ele tenta me acertar com um cruzado de esquerda, tento recolher meu punho direito o mais rápido possível para defender do golpe surpresa e tento puxar a cabeça um pouco para trás mas não fui rápido o suficiente e o golpe acabou me acertando de leve, me desnorteando um pouco e me fazendo recuar, o ruivo abaixou o corpo e tentou dar um investida rápida preparando um gancho de direita, recuperando meu equilíbrio, viro meu corpo rapidamente, acertando o equilíbrio da minha cintura e tento acertar uma cotovelada de esquerda , como ele estava muito próximo precisou dar um pulo pra trás, meu golpe não o acertou mas o deixou alerta, ele soltou um sorriso me desafiando, começou a saltitar relaxando os braços, então me encarou com seriedade e avançou em minha direção, tentou me acertar um supermanpunch de direita, eu rapidamente pulo pro lado esquerdo tentando me esquivar, consigo, ele recupera sua pose de luta, girando rapidamente, ele pula e tenta me acertar uma joelhada no rosto, coloco as duas mãos em "x" para segurar a joelhada, seguro o joelho com ambas as mãos e empurro pra baixo fazendo ele perder guarda, vejo uma oportunidade e dou um passo a frente e tento acertar um direto de direita, el se recupera e tenta dar um pulinho para trás para não levar o golpe em cheio mas consigo acertar o nariz dele, fazendo sair um pouco de sangue, vejo que tenho oportunidade e tento partir pra cima, o ruivo deu um sorriso macabro, manchas vermelhas vivas, quase como fogo, surgem em seu corpo, eu tento não me deixar intimidar, mas o ruivo começa a se mexer mais rápido, ele gira e abaixa de maneira muito rápida, me dando uma rasteira forte e me acertando em cheio, ele começa a saltitar de novo e mexer as mãos, como se dissesse "estou apenas começando", eu me levanto rapidamente, o Ukai sensei falou

-Você está indo bem garoto, mas tome cuidado com ele agora -ele falou quase me dando instruções- essa é a individualidade dele, enquanto ele estiver "vermelho" ele fica mais rápido, mais ágil e mais forte... Mantenha uma boa distância e aja com a cabeça

O ruivo parecia estar se divertindo, ele deu um pulo muito rápido e longo em minha direção, quando percebi o pé dele estava vindo em direção ao meu rosto, utilizando toda minha velocidade tento me jogo de joelhos no chão para evitar o chute, o ruivo passa direto por cima de mim, batendo na corda do ringue, dou um rolamento pra frente giro o corpo e quando percebo o punho dele está a 10 centímetros do meu rosto, ele acerta em cheio, eu caio no chão, o treinador para a luta, meu nariz sangra, frustrado soco o chão, ainda estava meio tonto, o ruivo sai do ringue sem olhar pra trás, o treinador me dá a mão para levantar, aceito, quando fico de pé ele tenta me acertar um cruzado de esquerda, já estava esquentado e consigo defender com o braço direito levantado, eu fico sem entender mas logo ele fala

-Você tem bons reflexos garoto, uma boa postura e tem um bom potencial - ele falou com um olhar sério- por quê não utilizou sua individualidade? Creio eu que quase todo mundo possui uma -Indagou o treinador

-Não sei, estava tentando estudar ele e sinceramente... Achava que daria pra ganhar, parece que preciso treinar mais!

O treinador me deu um tapa nas costas, para incentivar, enquanto estava tirando as luvas, ele fala que eu precisaria se quisesse outra chance de derrotar o ruivo, aparentemente ele iria todos os dias de manhã e de tarde, o técnico pegou um papel e fez umas anotações

-Aqui o que você deve treinar garoto, pelo seu trabalho de pernas, você deveria ter as usado mais, vi você batendo no saco de pancadas e garoto -ele me olhou nos olhos- quando está na frente de um problema, você não deve hesitar, seja uma prova, seja uma luta, seja uma garota ou seja um vilão, se você não fizer o máximo que consegue... Bom, você acaba perdendo, se você não for pra cima com tudo, você pode acabar morrendo.

Fazia tempo que alguém me dava conselhos, ele virou de costas e foi em uma salinha, o treinador parecia ser uma boa pessoa, o cheiro de sangue do meu nariz estava me incomodando um pouco, fui no banheiro e tomei uma ducha no banheiro da academia, as palavras do treinador ficaram na minha cabeça. Saio do banheiro, visto minha roupa, compro umas barras de cereais de uma máquina, pego a lista que o treinador fez para mim, começava com o treino sombra, já que eu já tinha visto o ruivo lutar não seria difícil, fui pro canto da sala que tinha começado meu treino antes, fechei meus olhos e respirei fundo, levantei minha guarda e comecei a socar o ar, jab, direto, jab, direto, uppercut, uppercut, jab, direto, jab, direto, cruzado, jab, direto, cruzado, fiquei repetindo essas sequências, movimentava os pés enquanto fazia sequências, sempre mantendo um ritmo acelerado. Treinei, continuei socando o ar por 5 minutos, era parte do aquecimento, depois comecei a pular corda por 10 minutos, depois comecei a correr nas esteiras, como já havia feito de manhã, não fiz muito tempo, mas corri o suficiente para me fazer soar que nem porco, depois fiz algumas flexões e abdominais, bati no saco de pancada... Continuei treinando a manhã inteira, perto do meio dia parei, achei um lugar para descansar e sentei, comecei a pensar no motivo de perder, as palavras do treinador surgiram em minha mente, eu não posso hesitar em nenhum momento, quando estava prestes a sair o ruivo aparecera novamente na academia, foi diretamente onde o treinador estava e pediu para lutar novamente, consigo dizer isso porque ele não estava falando, quase berrando pra ser exato, exigindo luta, aparentemente ele iria fazer algo em breve e precisaria estar em forma, ouvindo a conversa deles eu subi no ringue, antes mesmo de qualquer confirmação, o treinador sorriu ao me ver lá em cima "bom, parece que você tem um adversário" , o ruivo subiu no ringue junto comigo e sem falar muita coisa ele se preparava para lutar, a expressão estava mais séria e mais confiante do que hoje de manhã, o Ukai sensei veio ao ringue e iniciou a luta, o ruivo, já havia ativado sua quirk, e com um sorriso debochado no rosto partiu pra cima de mim, como se fosse me acertar um cruzado de esquerda logo de cara, mas dessa vez iria com tudo, ativava minha quirk também, ativei o "gato" me dando reflexos extras, meus olhos brilham em amarelo, o inimigo em minha frente não deixava de ser mais rápido mas com um movimento rápido jogo meu corpo para direita, me esquivando do cruzado, tento rapidamente acertar um gancho de esquerda por entre o braço dele, com um movimento rápido ele tenta pular pra trás pra se esquivar mas meu golpe foi mais rápido que o normal, embora o salto tenha sido o suficiente para ele não tomar em cheio, acerto seu queixo de raspão o fazendo perder o equilíbrio, em um movimento rápido acerto um chute de direita na barriga dele, o fazendo cambalear, vejo uma oportunidade, tenho pressão na luta, o ruivo, logo após receber o chute começa a brilhar mais forte, um vermelho ainda mais vivo, sem querer dar espaço ou tempo pra ele pensar, começo a gingar em um movimento rápido, então coloco as mãos no chão e dei uma estrela em direção ao ruivo, o acertando meus dois pés em cheio, ninguém espera uma estrela vindo na sua cara, o ruivo caiu pra trás, batendo nas cordas, então ele fez algo incrível, ele pegou impulso nas cordas e voltou com um superman punch, me acertando em cheio também, o golpe me fez cair e aparentemente meu golpe também fez algum efeito nele, ele estava meio grogue, me levanto completamente tonto, não conseguindo focar direito no alvo, mas levanto minha guarda, coloco minha mão direita na altura do meu beiço inferior e minha mão esquerda um pouco abaixo do nariz, ou pelo menos achava que era, estava realmente tonto, o ruivo também, estava grogue, mas nenhum iria ceder, o treinador gritou "mantenham a guarda alta", rapidamente ele mudou a postura para a mesma que a minha, mesmo tontos avançamos em direção ao outro, conforme avançávamos, a tontura começava a passar, o garoto brilhante me acerta uma joelhada na barriga, me fazendo abrir a guarda e me curvar um pouco, ele se preparava para acertar minhas costas com suas duas mãos, como uma marretada, faço um giro rápido e dou uma rasteira nele, o fazendo cair, mas ele da um giro para trás e fica em pé rapidamente. O treinador para a luta naquele instante, já que aquilo não era sério e um dos dois poderia se machucar de verdade, o garoto foi para o vestiário sem me dizer nada, simplesmente foi, o técnico colocou a mão no meu ombro e disse "bom trabalho", ele me passou algumas dicas para a próxima vez, como não ficar muito na defensiva ou arriscar mais, me passou exercícios para fazer em casa para manter os músculos ativos, eu o agradeci e sai da academia, gostei muito de ter passado o dia. Fui andando pra casa, estava mais cansado do que imaginei, quando cheguei, fui direto pro banho mas acabei dormindo lá, usei minha individualidade por bastante tempo, as vezes ativo sem nem pensar, devo ter ativado enquanto corria de manhã, mesmo exausto tive o mesmo sonho. Acordei assustado do chão do banheiro, me seguei, vesti uma roupa e fui dormir, amanhã seria domingo, provavelmente precisaria de bastante energia amanhã.
avatar
Mensagens : 7

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum